sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Guerra colonial - 'NAS TRÊS FRENTES DURANTE TRÊS MESES - Toda a verdade da guerra contra o terrorismo no Ultramar', de Martinho Simões - Lisboa 1966 - Raro (ASSINADO)




Guerra colonial (Angola, Guiné & Moçambique) - Uma colectânea de grandes reportagens das três frentes de combate naquelas ex-colónias do Ultramar, escritas por um grande repórter


'NAS TRÊS FRENTES DURANTE TRÊS MESES
Toda a verdade da guerra contra o terrorismo no Ultramar'

De Martinho Simões
Edição ENP (Empresa Nacional de Publicidade)
Lisboa 1966


Livro com 264 páginas, muito ilustrado (cerca de 50 fotos) e em muito bom estado de conservação. Exemplar assinado pelo autor.
De muito difícil localização.
Raro.


Martinho Simões, jornalista, enviado especial do 'DIÁRIO DE NOTÍCIAS', fez reportagens em Moçambique, Angola e Guiné, entre Setembro de 1965 e Janeiro de 1966. Que seriam editadas nas páginas daquele diário centenário de Lisboa, acompanhadas de excepcionais fotografias dos soldado e dos combates travados nas três colónias portuguesas de África contra os guerrilheiros da FRELIMO, COREMO, FNLA, MPLA e PAIGC.

A reunião dessas reportagens deu posteriormente lugar ao presente livro, hoje um documento histórico daqueles tempos e dos terríveis combates então travados.


Do ÍNDICE:
Dedicatória;
Introito - Manuel Gomes de Araújo (general) - Ministro da Defesa Nacional;
Prefácio - Augusto de Castro;
Abertura - Martinho Simões;

MOÇAMBIQUE
- OS CAMINHOS DA GUERRA E OS RUMOS DA PAZ;
Lourenço Marques;
- O NORTE DE MOÇAMBIQUE FOI INVADIDO POR BANDOLEIROS ARMADOS PELO COMUNISMO INTERNACIONAL;
Mueda;
A FRELIMO: centro de rivalidades entre russos e chineses;
O patriotismo dos régulos da Zambézia;
Grupos étnicos em fuga na região do Niassa;
As Forças Armadas entram em acção;
- SOLDADOS E MARINHEIROS LADO A LADO NO NIASSA;
Lago Niassa;
Ataque à lancha, em Mapunda;
Desafio aos terroristas;
Mais um golpe na FRELIMO;
- A OPERAÇÃO 'ÁGUIA' LEVOU A TRANQUILIDADE AO DISTRITO DE CABO DELGADO;
Mueda;
'Colaboração ou morte': lema da FRELIMO para os negros do Norte moçambicano;
Desarticulado o dispositivo dos terroristas;
Resultados remuneradores;
- FUZILEIRO ESPECIAL APENAS POR UMA NOITE;
Metangula;
Preparativos de acção;
Vigília até romper o dia;
Quando os minutos levam horas a passar;
Mais uma vitória, a juntar a muitas outras;
Fuzileiro especial = militar de 'elite';
- MISSÃO DE PAZ DOS MILITARES PORTUGUESES;
Mueda;
Mocímboa do Rovuma;
Escola, Capela & Arame Farpado;
Soldados & Missinário;
Aproxima-se o dia da esperança;
- 'ONDE NECESSÁRIO, QUANDO NECESSÁRIO';
Cóbué;
Foi realizado meticuloso e árduo trabalho prévio de estruturas;
Pleno rendimento;
Sobre o norte - as asas da Cruz de Cristo;
O lema nunca deixou de ser justificado;
- A BASE DE METANGULA, SENTINELA DO LAGO NIASSA;
Metangula;
Assim nasceu e cresceu a base;
Um homem tranquilo - fuzileiro em Metangula;
Falas português ?...;
Tufa, Tufa !;
Três natais;
História do marinheiro Francisco;

ANGOLA
- A SUBVERSÃO ESTÁ DOMINADA E CONTROLADA;
Luanda;
O milagre angolano;
As Forças Armadas mantêm-se em acção;
Vivendo a hora do futuro;
- A ARTE DE CONHECER A SUBVERSÃO ARMADA;
Luanda;
Chegada à base temporária;
O ataque principia;
Na 'zona de morte';
- MISSÃO NO NEGAGE COM A FORÇA AÉREA;
Negage;
Mais de dez mil horas voadas em nove meses;
Uma localidade triste;
Sobre as serras do Uíge;
- UMA NOVA 'ORDEM': A DOS COMANDOS;
Luanda;
O que é um soldado-comando?;
Quando as granadas servem de despertador;
As equipas de combate são constituídas segundo a afectividade dos seus elementos;
- DEVO FICAR CEGO ! - DISSE O CABO AO ALFERES... E CONTINUOU A COMBATER SOB O FOGO DO INIMIGO;
Luanda;
- Você foi um herói.
- Parece que sim... Esteve cá um senhor oficial que me disse a mesma coisa...;
Os soldados feridos costumam afirmar: "se chegarmos vivos ao Hospital de Luanda, já não morremos";
O mais baixo índice de mortalidade de todos os hospitais militares de campanha;
- O QUITEXE AINDA NÃO ESQUECEU;
Carmona;
Uma noite de angústia;
Depoimento de um apresentado;
"O siô tropa não deixa bandidos fazer mal";
- NUNCA NENHUM FICOU NO MATO;
Carmona;
Combatendo e ensinando;
Expedição no Uíge;
A engenharia militar faz obra de gigantes;
- A BASE DE LUANDA É A MAIOR DA FORÇA AÉREA;
Luanda;
Mais de 17,300 horas voadas num ano;
De dia ou de noite, os aviões estão sempre prontos para descolar;
A esquadra dos helicópteros é um dos orgulhos da unidade;
- OS 'HOMENS QUE CAEM DO CÉU';
Luanda;
Espectáculo emocionante: os saltos de abertura comandada;
Três mil e quinhentos metros em queda livre;
Hoje como ontem, os 'páras' estão aptos para as mais difíceis missões;
- OPERAÇÃO NA MATA BALA;
Luanda;
Ao encontro do inimigo;
A rapidez de raciocínio de um oficial tornou possível o ataque fulminante;
Acção sem baixas. Os bandoleiros debandaram...;
- OS IGNORADOS DA GUERRA;
Luanda;
Formigas laboriosas;
Com serenidade de quem apenas cumpre uma função;
- AS TRADIÇÕES DA MARINHA FORAM CONTINUADAS EM ANGOLA;
Luanda;
Na água e na terra;
Intensa actividade;
Actos - que as palavras não bastam;
- OPERAÇÃO 'FERROLHO' NO ZAIRE;
Noqui;
Trabalho de marinheiros;
Há três anos: alerta as 24 horas do dia;
Nem só nos encontros, peito a peito, existe heroicidade;
- O TERRORISMO DEIXOU DE 'NAVEGAR' NA LAGOA DE MASSABI;
Cabinda;
Quando a ameaça se concretizou, os fuzileiros estavam lá;
'Tropa que não dorme';
- A MARINHA EM ANGOLA RENDE ALTOS JUROS AO PAÍS;
Luanda;
Sazaire, o comandante Metzner e as caçadas;
Histórias de fuzileiros e crocodilos;
Duas instalações modulares; a Estação Rádio Naval e as Oficinas Navais;
O jornalista foi julgado e condenado;
- OS VOLUNTÁRIOS TÊM A JUSTA GRATIDÃO DOS ANGOLANOS;
Luanda;
São múltiplas as missões da O.P.V.;
Reunidos numa única organização o Corpo de Voluntários e a Defesa Civil;
As dificuldades não obrigaram ninguém à renúncia;
Os homens do Serviço Rural entram em acção;
Coragem e sacrifico para salvar vidas e bens;

GUINÉ
- A VERDADE DESFAZ O BOATO;
Bissau;
A extraordinária acção das Forças Armadas desmente as fantasias do boato;
Milhares de nativos colaboram activamente na defesa do território;
a luta é dura e cruel mesmo contra fantoches;
- A HISTÓRIA DA GUINÉ ESCREVE-SE COM SANGUE PORTUGUÊS;
Bissau;
É preciso que se fale da guerra;
Terras e gentes estranhas;
Balantas, fulas e manjacos;
De espantosa mistura de raças fizeram os portugueses uma Província;
- O PORTUGUESISMO DOS COMERCIANTES DA GUINÉ;
Bissau;
'Barbosas & Comandita' a primeira firma a hastear a bandeira nacional em território guineense;
Vultuosos investimentos concorreram para o progresso da Província;
A par do comércio e da indústria, obras sociais notáveis;
Um centro industrial modelar foi instalado no ilhéu do Rei;
- UM 'EXÉRCITO' FEMININO AO SERVIÇO DA NAÇÃO;
Bissau;
Se for preciso, canta-se o fado com os terroristas ao pé;
O M.N.F. não serve apenas para oferecer cigarros aos soldados na hora do embarque;
Assim trabalha a organização;
- ALGURES, PERTO DA FRONTEIRA;
Bissau;
Os valores nacionais manter-se-ão intactos;
Acções constantes para expulsar o invasor;
- A ÁGUA E O LODO, CAMPO DE LUTA DOS MARINHEIROS;
Bissau;
Uma equipa magnífica e um chefe excepcional;
Reunião elucidativa: a inconsistência do boato quando quando a verdade é revelada;
Sacrifício: uma palavra sem significado;
- HELICÓPTEROS SALVAM FERIDOS NA NOITE DE NATAL;
Bissau;
Voando desde o raiar da aurora até noite adiantada;
'Dia de São Avião' é de festa, na Guiné;
- PRESEPES COM ARAME FARPADO E AVIÕES A JACTO: UM SINAL DOS TEMPOS;
Bissau;
O único hospital militar funciona em Bissau;
O programa radiofónico das Forças Armadas é um órgão eficiente na luta contra o terrorismo;
Um artigo do Dr. augusto de Castro foi lido para África em dialectos crioulo e fula;
Em Bula e binar, com uma glória do hipismo nacional;
- A HISTÓRIA DE ABEL DJASSI, CHEFE DOS BANDOLEIROS DA GUINÉ;
Bissau;
Moscovo-Praga-Pequim: o 'triângulo' dos costume;
Um 'ministro' da agricultura que se dedica ao terrorismo;
Os bandoleiros têm sido rechaçados com baixas brutais;
- DESAFIO AOS TERRORISTAS: VISITE CABEDÚ;
Bissau;
Uma sereia de fato de banho - a bem do decoro;
Quando a ausência de ataques 'aborrece' os militares;
Padrinhos por escala;
desvairada propaganda que os factos desmentem;
Bolama: a 'Bela Adormecida' da Guiné;
- OS 'MAÇARICOS' - SOLDADOS DO MATO;
Bissau;

- TRÊS MESES NAS TRÊS FRENTES;
Toda a verdade;
O 'terrorismo branco';
Correspondentes de guerra: necessidade que importa considerar;
O obrigado do jornalista ao ministério da Defesa;



Preço: 75,00€;

Sem comentários:

Enviar um comentário

APÓS A SUA MENSAGEM INDIQUE O SEU E-MAIL E CONTACTO TELEFÓNICO
After your message, please leave your e-mail address or other contact.