quinta-feira, 31 de março de 2016

Angola - LP vinil 'PERCY SLEDGE IN ANGOLA' (Edição angolana) 1970 - MUITO RARO




Angola - LP em vinil gravado 'ao vivo' na sua digressão ao continente africano


LP em vinil 'PERCY SLEDGE IN ANGOLA' - Digressão africana em 1970.
Disco em vinil gravado durante a sua digressão ao sul de África (África do sul e Angola).
Na antiga colónia portuguesa terá actuado em Luanda e em Nova Lisboa (Huambo).
Na sua viagem da África do Sul para Angola fez escala no Luso.


Capa em bom estado de conservação, conforme se pode constatar pelas imagens.
Disco vinil em estado de conservação excelente.

De muito, muito difícil localização.
MUITO RARO.


Da contra-capa:
"ESTE DISCO CONTÉM GRAVAÇÕES 'AO VIVO' DA HISTÓRICA DIGRESSÃO DE PERCY SLEDGE AO SUL DA ÁFRICA"


SIDE 1
1. - 'MY SPECIAL PRAYER'
2. - 'COVER ME'
3. - 'HEART OF A CHILD'
4. - 'TAKE TIME TO KNOW HER'
5. - 'WARM AND TENDER LOVE'

SIDE 2
1. - 'I GOTTA GET A MESSAGE TO YOU'
2. - 'SILENT NIGHT'
3. - 'COME SOFTLY TO ME'
4. - 'WHAT AM I LIVING FOR'
5. - 'WHEN A MAN LOVES A WOMAN'


Texto da contra-capa:
"PERCY SLEDGE IN ANGOLA
Estamos no intervalo. Todos os intervalos são longos. Algumas pessoas tentam estar calmas, mas a sua emoção atraiçoa-os. No entanto, outras notam-se comovidas. O público, em grande número, aguarda excitado.
Todos os olhos estão cravados na entrada para o palco. à espera do 'grande espectáculo'. Os movimentos contínuos nas cadeiras demonstram agitação. Os 'music men' arrumam e afinam os instrumentos e restante material electrónico. Os últimos preparativos estão solucionados. Os responsáveis pelo espctáculo comungam da mesma emoção, olhando para o relógio. Cinco mil espectadores aguardam pela entrada de um só homem...
...Um só homem que já é lenda e está proclamado o rei do 'soul'. A multidão espera para o ver e sentir ao vivo. Acontece... ele chega e entrega-se completamente à assistência com a sua forma de expressão, acção e música. O 'seu' público corresponde com sentimentos de gratidão. Os 'outros', deixam-se influenciar e superam-nos, verdadeiramente entusiasmados. Há delírio colectivo. Sim, o reio do 'soul' conquistou mais um público com a sua sensibilidade e expressão musical. Obrigado, Percy Sledge, pela 'MINHA ESPECIAL ORAÇÃO' até 'QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER', que afinal é tudo.
D.J.S."



Editado em Angola por:
DISCOS TEAL RODA L.DA (ATC 9257 STEREO)
- A música de hoje (Today's music)

_________________________________________________________________________
Record and covers remains well preserved.
Edited in Angola by discos teal roda.

Soul music vinyl record dressed with an unique picture sleeve.

Postage informationall orders shipworldwide.
All international orders are sent by priority airmail.

I will dispatch your order within 2 working days of receiving payment.
You will receive immediate notification after your order has been dispatched.
Delivery standard of service estimated europe destination:
up to 5 working days after payment.
_________________________________________________________________________



Preço: 120,00€

Portugal - Disco vinil LP 'MARCELO CAETANO - Discursos' - Lisbao 1971 - MUITO RARO




Portugal - A governação marcelista nas palavras do seu principal governante


Disco vinil LP 'MARCELO CAETANO - Discursos'
Importantes intervenções do Presidente do Conselho entre 1968 e 1971.

Edição da Emissora Nacional
LISBOA 1971

Em muito bom estado de conservação, capas e vinil.
De muito, muito difícil localização.
MUITO RARO.

Marcelo Caetano foi distinto Professor Universitário da Faculdade de Direito de Lisboa e Presidente do Conselho (Primeiro Ministro) de Setembro de 1968 e 25 de Abril de 1974, quando foi derrubado pela revolução dos militares, que pretendiam acabar com as guerras coloniais que decorriam em Angola, Guiné e Moçambique e instaurar um sistema democrático e pluralista. Exilou-se no Brasil onde acabou por falecer.


Face A
- 'O ULTRAMAR NA VIDA DA NAÇÃO'
(9 discursos)

Face B
- 'O ESTADO CORPORATIVO E O ESTADO SOCIAL'
(8 discursos)


Preço: 200,00€

Ultramar & Angola - 'NOS CAMINHOS DE ÁFRICA (Serventia e Posse - Angola século XIX)', de Maria Emília Madeira Santos - Lisboa 1998 - Muito raro




Ultramar & Angola - A colonização e ocupação portuguesa do território angolano do sul e sudeste no século XIX


'NOS CAMINHOS DE ÁFRICA (Serventia e Posse - Angola século XIX)'
De Maria Emília Madeira Santos
Edição do Instituto de Investigação Científica Tropical
Lisboa 1998


Livro com 606 páginas, muito ilustrado com fotografias da época, ilustrações e mapas. em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
Muito raro.


Esta obra é um longo e profundo estudo académico sobre a relação estabelecida entre as culturas europeia e africanas, no séc. XIX, com a colonização e ocupação portuguesa do interior de Angola e a interacção exercida através dos circuitos comerciais sertanejos do sul e sudeste desta antiga colónia.


Da editora:
"A primeira intenção do livro foi a de reeditar os textos antigos tal qual tinham sido escritos, mas, em alguns casos, a tentação de introduzir pequenas alterações foi irreprimível.Mantiveram-se, no entanto, temas recorrentes que, ao longo dos textos, se foram esclarecendo, através de novos dados e, principalmente, devido a associações de ideias que originaram novas hipóteses.

Enquanto a África foi dona e senhora dos seus caminhos, verificaram-se transformações na economia e alteraram-se relações sociais. No entanto, o poder político e a cultura das populações foram preservados contra a pressão que se exercia a partir do litoral e percorria os trilhos consentidos.

O problema tratado no livro, agora organizado, foi-se definindo ao longo dos anos e exigindo uma existência própria.

Só os Africanos poderão saber se estas experiências de resultados desiguais têm hoje algum significado para fazer valer os seus próprios objectivos ao assumirem a liderança nas relações com o mundo exterior.

O leitor encontrará, aqui e além, notas remissivas, mais a título de exemplo do que como guia para um itinerário de leitura."



DEDICATÓRIA:
"A
SILVA PORTO (O Sertanejo);
GUILHERME JOSÉ GONÇALVES (Sertanejo);
ISABEL GONÇALVES FERREIRA (Afilhada e filha dos ditos);
JOÃO DA SILVA (Sertanejo africano);
DOMINGOS CHACAHANGA (Pombeiro);
HENRIQUE DE CARVALHO (Explorador da Luanda);
JAMBA E HEMINA (Soba Njambayamina do bié);
BORROLO (Mpololo, aristocrata macorrolo);
MUENE GAMBO (Matriarca luchaze);
MÃE ROSA ('Dona de casa' de Belmonte);
NACATOLO (Rainha Luena);"



MARIA EMÍLIA MADEIRA SANTOS
"A autora é directora do Centro de Estudos de História e Cartografia Antiga e do Departamento de Ciências Históricas Económicas e Sociológicas do Instituto de Investigação Científica Tropical.
É membro da Academia Portuguesa de História, Academia de Marinha, Sociedade de Geografia de Lisboa e Laboratoire du Centre National de Recherches Cientifique.
Há cerca de 30 anos que se vem dedicando ao estudo da História de África."



Do ÍNDICE:
- Dedicatória;
- NOTA PRELIMINAR - J. a. Cruz e Silva;
- PREFÁCIO;
- agradecimentos;

I. - PERSPECTIVA DO COMÉRCIO SERTANEJO DO BIÉ NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX
Introdução;
1. - Os sertanejos isolados;
2. - Os sertanejos do Bié e o comércio de longa distância;
3. - Como avançavam as caravanas sertanejas;
3.1 - Participantes;
3.2 - Disciplina;
3.3 - Armamento;
4. - Regras de confronto e colaboração;
5. - O desgaste das relações;
6. - Limites da solução sertaneja;
Bibliografia;
Manuscritos;
Palavras-chave / Key words;

II. - TRAJECTÓRIA DO COMÉRCIO DO BIÉ;
1. - O marfim e o comércio sertanejo no Bié (1845-1874);
1.1 - Antecedentes: comércio de longa distância e escravatura;
1.1.1 - No Bié - os sertanejos; 1.1.2 - No litoral - os armadores; 1.1.3 - Nos caminhos - a selecção dos itinerários;
1.2 - A reconversão do comércio sertanejo: do escravo ao marfim;
1.2.1 - A rede comercial, 1.2.2 - O entreposto do Bié; 1.2.3 - Outros mecanismo económicos;
1.3 - O eldorado do marfim;
1.3.1 - O acesso privilegiado; 1.3.2 - O aparecimento da concorrência;
1.4 - Os esforçados anos 60;
1.4.1 - A diversificação do mercado; 1.4.2 - Variantes da participação; 1.4.3 - O desgaste do mecanismo;
2. - Firmas, sertanejos e Ovimbundu;
2.1 - A autonomia do comércio dos Ovimbundu;
2.1.1 - Borracha e crédito comercial; 2.1.2 - Novos participantes;
2.2 - A sobrevivência do comércio sertanejo;
2.2.1 - O declinar da 'segunda plêiade'; 2.2.2 - O fim de um compromisso; 2.2.3 - Anos 80. A quebra das estruturas;
Quadros;
Bibliografia;
Manuscritos;
Cartografia;
Palavras-chave / Key words;

III. - TECNOLOGIAS EM PRESENÇA: MANUFRACTURAS EUROPEIAS E ARTEFACTOS AFRICANOS (1850-1880)
Bibliografia;
Palavras-chave / Key words;

IV. - RITUAIS E COMERCIO A LONGA DISTANCIA EM ANGOLA (Segunda metade do século XIX)
Bibliografia;
Manuscritos;
Palavras-chave / Key words;

V. - OS LOZI E O ZAMBEZE: A ÁGUA E A ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO
1. - Organização do espaço em função do caudal do rio;
2. - O ritmo sazonal da vida;
3. - O espaço protector sagrado;
Bibliografia;
Manuscritos;
Palavras-chave / Key words;

VI. - O ESTUDO DA HIDROGRAFIA NUMA REGIÃO DE CIVILIZAÇÕES DE TERRA, A ÁFRICA AUSTRAL
Bibliografia;
Palavras-chave / Key words;

VII. - TRAVESSIAS CIENTÍFICAS DA ÁFRICA: RECURSOS E DEPENDÊNCIAS
Bibliografia;
Palavras-chave / Key words;

VIII. - DAS TRAVESSIAS CIENTÍFICAS À EXPLORAÇÃO REGIONAL EM ÁFRICA: UMA OPÇÃO DA SOCIEDADE DE GEOGRAFIA DE LISBOA
Bibliografia;
Palavras-chave / Key words;

IX. - ULTIMATO, ESPAÇOS COLONIAIS E FORMAÇÕES POLÍTICAS AFRICANAS
1. - Espaço colonial português na África austral entre 1880 e 1885;
1.1 - Geoestratégia oficial;
1.2 - Iniciativa particular;
2. - 'Espaços económicos pré-coloniais' na África central;
2.1 - Fronteiras flexíveis e concorrências comercial;
2.2 - Fronteiras flutuantes e formações políticas africanas;
3. - Características dos espaços coloniais e impacto na África central à época do Ultimato;
3.1 - Evolução da geoestratégia portuguesa;
3.2 - Relação entre potências coloniais e formações políticas africanas;
Bibliografia;
Palavras-chave / Key words;

X. - A RELAÇÃO LITORAL-INTERIOR NA DINÂMICA DA ABERTURA DA ÁFRICA AO MUNDO EXTERIOR (Angola século XIX)
1. - Acções militares e comércio de escravos nos movimentos de 'fronteira flexível';
2. - O novo colonialismo das matérias-primas (1845-1850). Espaços económicos exógenos e formações políticas africana sem contacto;
3. - Troca de técnicas, práticas e saberes;
4. - O início da entrada da África na modernidade segundo regras estabelecidas pelos africanos;
5. - O movimento geográfico moderno e a ultrapassagem do conhecimento empírico;
6. - O impacto do colonialismo sistemático e a alienação dos caminhos;
Bibliografia;
Manuscritos;
Cartografia;
Iconografia;
Palavras-chave / Key words;
Pós-escrito;

Siglas;
Índice;
Índice de gravuras;
Índice geral;



Preço: 0,00€; (Indisponível)

Portugal & PREC - 'OS BISPOS FALAM DO 25 DE ABRIL DA DEMOCRACIA E DOS PARTIDOS' - Lisboa 1974 - RARO



Portugal & PREC - A posição e o papel da Igreja Portuguesa no período revolucionário de 1974 a 1975


'OS BISPOS FALAM DO 25 DE ABRIL DA DEMOCRACIA E DOS PARTIDOS'
Carta Pastoral do Episcopado Português
O Contributo dos Cristãos para a Vida Social e Política

Conferência Episcopal da Metrópole
Edição do Secretariado Geral do Episcopado
Lisboa - Julho de 1974


Livro com 40 páginas e em excelente estado de conservação.
De muito difícil localização.
RARO.


Do ÍNDICE:
- INTRODUÇÃO;
1. -
2. - Contributo dos cristãos para a vida social;
3. - Propósito da presente carta pastoral;
4. -

I
O ACTUAL MOMENTO DA VIDA PORTUGUESA
5. -
6. - Situar na história este momento;
7. - O fim de dois períodos históricos;
8. -
9. -
10. - Posição da Igreja;
11. -
12. -
13. - Fazer a crítica dos acontecimentos;
14. - Claros e escudos;
15. -
16. - Problemas graves nesta hora;
17. - A reestruturação política do País;
18. -
19. - A ameaça de crise económico-social;
20. -
21. - Apelo à consciência dos portugueses;

II
CONCEITO CRISTÃO DE DEMOCRACIA
22. -
23. - A democracia no magistério da Igreja;
24. - O que é a democracia;
25. - Conceito liberal de democracia;
26. - Conceito marxista de democracia;
27. - Conceito cristão de democracia;
28. - Povo e massa;
29. - Exigências da sã democracia;
30. -
31. - Espírito cristão da sã democracia;
32. - Construir a sã democracia;
33. - Democracia e ensino livre;
34. - Democracia e meios de comunicação social;

III
O CRISTÃO E A OPÇÃO PARTIDÁRIA
35. -
36. - O Portugal de amanhã;
37. - Pluralidade de opções políticas;
38. -
39. - Procura das opções partidárias;
40. -
41. - Cumprir os deveres cívicos;
42. - Filiação partidária;
43. - A hierarquia e os partidos;
44. - Limites Às opções dos cristãos;
45. - Critérios de escolha do partido;
46. - Discernimento sobre programas partidários;
47. - A consideração das ideologias;
48. - Ideologias e movimentos históricos;
49. -
50. - O cristão e o socialismo;
51. - O cristão e o marxismo;
52. - O cristão e o liberalismo;
53. - Apelo à afirmação política dos cristãos;
54. - Indicações de carácter pastoral;
55. -
56. -

CONCLUSÃO
57. -
58. -
59. -

Lisboa, 16 de Julho de 1974.



Preço: 15,00€

Angola & Descolonização - Lote de 2 livros 'MPLA e cubanos' de J. M. Carvalho (1976) - Raro




Angola & Descolonização - Dos confrontos entre os movimentos de libertação angolanos à invasão cubana e aos refugiados


Lote de 2 livros 'MPLA e cubanos' de J. M. Carvalho (1976).
De difícil localização.

A descolonização, os confrontos entre os movimentos de libertação angolanos (FNLA, MPLA e UNITA) a invasão do contingente cubano em auxílio das tropas de Agostinho Neto, até aos milhares de refugiados brancos e negros e o respectivo contingente de mortos e estropiados, a tudo o autor assistiu e deu alma na escrita, primeiro em Angola e depois também na política revolucionária em Portugal.


1. - 'O MPLA NA DESTRUIÇÃO DE ANGOLA'
De J. M. Carvalho
Edição do autor
Lisboa 1976

Livro com 102 páginas, ilustrado com um mapa de Angola e em muito bom estado de conservação.


Do ÍNDICE:
- Prefácio;
- Esboço de Angola;
- Raças e classes em Angola;
- O 25 de Abril em Angola;
- Forças em presença no 25 de Abril;
- Súmula do marxismo-leninismo;
- Manifestação comunista do desejo de independência nacional;
- E Êxodo;
- O refugiado e o futuro;
- Posfácio;



2. - 'OS CUBANOS E... ANGOLA'
De J. M. Carvalho
Livraria Popular Francisco Franco
Lisboa 1976

Livro com 104 páginas, ilustrado e em muito bom estado de conservação.


Do ÍNDICE:
- Prefácio;
- Angola não é ainda uma nação;
- Angola, Cuba e Rússia;
- "Poder Popular do MPLA;
- Os avanços e recuso fulminantes;
- Futura evolução do MPLA;
- O reconhecimento da República Popular de Angola;
- "Complexos de culpa";
- Significado da intervenção armada russa, na política mundial;
- Resumo;



LIVROS DO AUTOR
- 'O MPLA NA DESTRUIÇÃO DE ANGOLA';
- 'DA REFORMA AGRÁRIA AO MELOANTUNISMO';
- 'O TERROR GOLÇALVISTA; e
- 'OS CUBANOS E... ANGOLA'.



Preço: 45,00€

Moçambique & Poesia - 'AZIMUTE EM MARCHA - Acácias rubras e poemas de exílio', de Ricardo de Saavedra - Lisboa 1988 - MUITO RARO



Moçambique & Poesia - A poesia da recordação, saudade e revolta política do autor


'AZIMUTE EM MARCHA - Acácias rubras e poemas de exílio'
De Ricardo de Saavedra
Edição de autor
Lisboa 1988


Livro com 120 páginas e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


O autor, jornalista em Moçambique até ao período final da descolonização, tendo se refugiado na África do Sul onde continuou a exercer a profissão e ali escreveu um livro dedicado aos trágicos acontecimentos de 7 de Setembro de 1974 naquela ex-colónia africana de Portugal, intitulado 'AQUI MOÇAMBIQUE LIVRE'.

Posteriormente regressou a Lisboa e ingressou no matutino 'DIÁRIO DE LISBOA', jornal diário editado na capital portuguesa, tendo escritos outros livros, dos quais o mais conhecido é 'OS DIAS DO FIM', cuja temática é também a descolonização de Moçambique.

Este livro serviu para editar as suas poesias dedicadas a Lourenço Marques (Actual Maputo, capital de Moçambique) e aos tempos de exílio na África do Sul.


Do ÍNDICE:
- ACÁClAS RUBRAS BREVE NOTA: por Natércia Freire;

- VENTO NORTE MITO;

- DEDlCATÓRIA;

- Direitos de autor;



Preço: 50,00€

Portugal & PREC - 'AS SEVÍCIAS DUM RELATÓRIO' - Montijo 1977 - MUITO RARO



Portugal & PREC - A defesa dos visados pelo 'Relatório das Sevícias' ordenado pelo Conselho da Revolução em 1976


'AS SEVÍCIAS DUM RELATÓRIO'

Editorial 18 de Janeiro
Montijo 1977


Livro com 158 páginas e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


Na sequência do 'RELATÓRIO da comissão de averiguação de violência sobre presos sujeitos a autoridades militares', ordenado pelo CR (Conselho da Revolução) e publicado em 1976, militares afectos à esquerda do MFA, fizeram publicar este documento em defesa das suas teses, tendo ficado conhecido como o 'contra-relatório'.

É um peça sobre os acontecimentos de '28 de Setembro de 1974' e o '11 de Março de 1975', desta vez dos visados nas violências, abuso de autoridade e desrespeito dos Direitos do Homem sobre presos civis sujeitos às autoridades militares.

UM DOCUMENTO HISTÓRICO.


Do ÍNDICE:
Apontamento introdutório;

I PARTE
Aceitando o jogo:
- O esquema da agressão;
- O prólogo da Presidência da República;
- A razão das averiguações;
- As "generalidades" da Comissão;
- Antirevolucionarismo evidente;
- O exorbitar da competência;
- O "28 de Setembro";
- O "11 de Março";
- O "25 de Novembro";
- RPM (Regimento de Polícia Militar);
- RALIS (Regimento de Artilharia de Lisboa);
- O Gabinete do Almirante Rosa Coutinho;
- Diversos;
- A encenação;

Recusando o jogo:
- O temor da reacção;
- Os crimes e os autores;
- Quem julga quem?;

II PARTE
- Contra Relatório das Sevícias;
- Polícia Militar;

Bases dos Relatórios:
- Em 200 depoimentos 50 pertencem a ex-Pides;
- RALIS (Regimento de Artilharia de Lisboa);
- COPCON (Comando Operacional do Continente);



Preço: 0,00€ (Indisponível)

Portugal & PREC - 'RELATÓRIO DAS SEVÍCIAS' - Lisboa 1976 - MUITO RARO




Portugal & PREC - As conclusões sobre a violência e violação dos Direitos do Homem por militares sobre civis após o 25 de Abril de 1974


'RELATÓRIO DAS SEVÍCIAS
(Apresentado pela Comissão de Averiguação de violências sobre presos sujeitos às autoridades militares)'

Edição ?
Lisboa 1976


Livro com 146 páginas e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.

Na sequência dos acontecimentos de 28 de Setembro de 1974 e 11 de Março de 1975, e após inúmeras participações de violência dos militares sobre civis, o CR (Conselho da Revolução) nomeou uma comissão de averiguações, que elaborou este documento, cujas conclusões apontam para graves e violentas agressões e violação dos direitos Humanos e ausência de defesa dos 'suspeitos' detidos.

UM DOCUMENTO HISTÓRICO.


Preço: 0,00€ (Indisponível)

Moçambique & Benfica - 'EUSÉBIO - PANTERA NEGRA', de Eugénio Silva - Lisboa 1991 - RARO




Moçambique & Benfica - A vida gloriosa de Eusébio da Silva Ferreira no futebol europeu e português em BD


'EUSÉBIO - PANTERA NEGRA'
De Eugénio Silva
Edição Meribérica / Liber
Lisboa 1991


Livro de BD tipo álbum, com 56 páginas e todas as ilustrações coloridas.
De difícil localização.
RARO.


De grande qualidade artística, este é um excepcional álbum de Banda Desenhada dedicado ao 'Pantera Negra', falecido em Lisboa recentemente. Aqui são passados em revistas os seus êxitos, a sua vida pessoal desde Lourenço Marques (actual Maputo, capital de Moçambique) e a sua estreia pelo Sporting local, a sua vinda para Lisboa e as rocambolescas escondidas dos potenciais clubes portugueses rivais do Benfica...

Um álbum histórico e sem igual. Os grandes êxitos desportivos bem como a sua carreira são enumerados e relatados em quadradinhos excepcionais de banda desenhada.


Preço: 35,00€