terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Ultramar & Coloniamlismo - 'MOÇAMBIQUE - EAST AFRICAN PROVINCE OF PORTUGAL', de C. F. Spence - Capetown 1963 - Raro




Moçambique - A antiga colónia da África oriental analisada por um jornalista sul africano


'MOÇAMBIQUE - EAST AFRICAN PROVINCE OF PORTUGAL'
De C.F.SPENCE
Howard Timmins
RSA, 1963


Livro em bom estado de conservação, com 147 páginas e ilustrado.
De muito difícil localização.
Raro.

Trata-se de um género de monografia, com a particularidade de ser assinada por um especialista sul africano, conceituado no meio jornalístico e económico.


Preço: €45,00.

Guiné-Bissau - 'QUEM MANDOU MATAR AMÍLCAR CABRAL ?', de José Pedro Castanheira - Lisboa 1995 - Muito raro





Guiné - O assassinato do líder do PAIGC - A PIDE e a dissidência entre guineenses e cabo-verdianos


'QUEM MANDOU MATAR AMÍLCAR CABRAL?'
De José Pedro Castanheira
Edição Relógio d'água
Lisboa 1995


Livro com 328 páginas, muito ilustrado e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
Muito raro.


O autor, é um conhecido e consagrado jornalista de investigação, que reuniu para a elaboração desta obra um vasto conjunto de informações e depoimentos, que tornam o livro a mais profunda análise do caso, que levou à eliminação física do fundador e líder incontestado do PAIGC e deu muito trabalho aos militares portugueses e ao estado novo.

É pois um livro imprescindível para compreender a guerra na Guiné Bissau, a guerra colonial no seu todo e os êxitos diplomáticos do PAIGC e de Amílcar Cabral.


Preço: €75,00.

Portugal & Estado Novo - 'O GENERAL', de Iva Delgado - Lisboa 1985 - Raro



Portugal - A resistência à ditadura - Biografia da autoria da filha


'O GENERAL'
De Iva Delgado
Edição Círculo de Leitores
Lisboa 1985


Livro de capas duras, com 140 páginas, profusamente ilustrado e em muito bom estado de conservação.
De difícil localização.


Da autoria da sua filha, o livro revela as diversas facetas do destemido militar que se opôs ao regime do estado-novo e concorreu às eleições presidenciais, apesar das inúmeras dificuldades e perseguição, tendo sido obrigado a refugiar-se na em baixada do Brasil e depois a ir para exílio.

Já no exílio chefiou uma parte da resistência da oposição ao regime de Salazar e Caetano, tendo sido assassinado em Espanha em situação ainda hoje controversa.


Preço: €50,00.

Ultramar - 'MEMÓRIAS DE MOÇAMBIQUE', de João Loureiro - Lisboa 2001




Moçambique - A antiga colónia portuguesa em fotografias


'MEMÓRIAS DE MOÇAMBIQUE', de João Loureiro
Lisboa, 2001


Livro raro e de difícil localização. Como novo.


CAPÍTULOS:
I. A Cidade de Lourenço Marques
II. O Sul do Save
III. A Beira, Vila Pery e a Gorongosa
IV. A Zambézia e os Distritos do Norte

N.º páginas: 184
N.º de postais publicados: 313
Algumas localidades abrangidas: Beira, Chibuto, Chinde, Inhambane, Lourenço Marques, Macequece [Vila de Manica], Marracuene, Moçambique, Nampula, Porto Amélia, Quelimane, Tete, Vila Cabral, Vila João Belo [Xai-Xai], Vila Pery, Vila de Sena, Zambezia.


Alguns excertos:

«Entre os primeiros editores laurentinos predominavam as livrarias da Rua Consiglieri Pedroso e da Praça 7 de Março, tais como a Minerva Central, a Bayly e a Spanos, cujos nomes dos estabelecimentos evidenciam desde logo o cosmopolitismo da capital moçambicana. Mas é ao famoso fotógrafo Lazarus, sediado na não menos falada Rua Araújo, que devemos muitos "clichés" da antiga Lourenço Marques, também designada por Delagoa Bay, naquela era de disputas com os interesses britânicos na região. Surgiram mais tarde, em 1929, os preciosos dez volumes do "Álbum Fotográfico e Descritivo da Colónia de Moçambique", editado pelo comerciante José Santos Rufino, cujo zelo posto nesta publicação o faz encomendar a impressão a Hamburgo e que é igualmente responsável pela difusão, em postal ilustrado, de valiosas séries, a preto e branco e coloridas, que reproduzem as fotos contidas naqueles. Diminuindo a quantidade e a variedade dos editores de postais nos anos do segundo conflito mundial, esta actividade conhece todavia uma nova fase de dinamização desde o começo dos anos sessenta.»


Preço: €60,00.

Moçambique & Ultramar - 'MEMÓRIAS DE LOURENÇO MARQUES', de João Loureiro - Lisboa 2002 - Raro




Moçambique & Ultramar - A antiga colónia portuguesa revisitada pelos postais


'MEMÓRIAS DE LOURENÇO MARQUES - Uma visão do passado da cidade de Maputo'
De João Loureiro
Lisboa 2002


Livro em muito bom estado de conservação.
De muito de difícil localização.
Raro.


Preço: €60,00.

Guerra colonial - 'POEMAS DE GUERRA (Angola 1969-1971)', de José Niza - Santarém 2008




Guerra colonial - Os poemas de um dos intelectuais mais prestigiado do regime democrático


'POEMAS DE GUERRA (Angola 1969-1971)', de José Niza
Edição O Mirante
Santarém, 2008


Livro como novo.

«São 50 poemas escritos por José Niza no período em que esteve na tropa em Angola, uma pequena parte do manancial de escrita desses dois anos, numa "terapêutica" que prescreveu a si próprio, confessou hoje à agência Lusa.
"Tenho milhares de páginas, cartas que escrevia todos os dias à minha mulher", um diário que admite publicar um dia e que descreve como um trabalho "um pouco como o de um repórter".»



Preço: €15,00.

Ultramar - 'PORTUGUESES EM ÁFRICA (Peregrinos, pícaros e funantes)', de Ilídio Rocha - Lisboa 1993 - RARO




Moçambique - Histórias recambolescas e extraordinárias da colonização


'PORTUGUESES EM ÁFRICA (Peregrinos, pícaros e funantes)'
De Ilídio Rocha
Edição Círculo de Leitores
Lisboa, 1993


Livro com 190 páginas, muito ilustrado com desenhos, gravuras e fotografias da época. Em muito bom estado de conservação.
De difícil localização.
RARO.


SUMÁRIO:
01. Fortaleza no cabo da Boa Esperança um século antes dos Holandeses (1556);
02. Um precursor da medicina tropical (1954);
03. A língua e o amor primeiro (1658);
04. Medicina e anatomia a som de caixa (1791);
05. Médico, político, conspirador e tradutor de Virgílio (1818);
06. Um Bispo e um Sargento de doze anos e boa letra (1821);
07. Negociante, caçador, juíz de paz, diplomata e régulo (1831);
08. Mestiço de Cabo Verde, boticário na China e lente em Paris (1837);
09. A primeira estátua (1845);
10. Vejam só que começo (!849);
11. Turista em 1851, entre outras coisas (1851);
12. Um Vigário decidido (1855);
13. Um figueirense que mudou a história (1855);
14. Brâmane e Cavaleiro de Cristo (1858);
15. Uma sociedade literária no Alto Zambeze (1862);
16. Haja censura (1868);
17. Médico militar e "português de lei" (1869);
18. Quando a Marinha de França perdeu o crédito em Angola e S. Tomé (1870);
19. Um história de fraternidade (1883);
20. O império Monomotapa e Paris (1883);
21. Um apaixonado pelas colónias (1889);
22. Um Silva como pouco (1891);
23. Missionário e negociante de jogo (1893);
24. O "Tesouso" de Gungunhana (1895);
25. Uma história de negros e de brancos (1926);
26. Esta tentação de ser europeu... (1926);
27. Fotógrafo e bailarino de tangos (1937);
28. Um outro e bem diferente D. Sebastião (1943);
29. Um cavaleiros de esperanças (1944);
30. Uma história de calendários e de relógios (1953).



Preço: €37,50.

Moçambique & ultramar - 'MOUZINHO - Acção, pensamento, a época', de Amadeu Cunha - Lisboa 1956 - MUITO RARO




Moçambique - Acção e pensamento da época de Mouzinho


'MOUZINHO - Acção, pensamento, a época'

De Amadeu Cunha
Edição da Agência-Geral do Ultramar
Lisboa, 1956


Livro com 274 páginas, com duas fotografias de Mouzinho e em muito bom estado de conservação. Ostenta no topo da capa um carimbo.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


Livro muito interessante da vida e obra de Mouzinho de Albuquerque.


Preço: €60,00

Ultramar - 'ACUSAMOS A DESCOLONIZAÇÃO' - Lisboa 1976 - Raro





Ultramar - A descolonização dos territórios africanos e o drama das vitimas e a responsabilização dos governantes


'ACUSAMOS A DESCOLONIZAÇÃO'
Edição Literal e jornal O RETORNADO
Lisboa 1976


Livro muito raro e de difícil localização com 112 páginas, ilustrado e em bom estado de conservação.

O livro pretende denunciar o drama das populações brancas e negras vitimas da descolonização dos territórios ultramarinos africanos e ao mesmo tempo exigir responsabilidades aos governantes da época pelos acontecimentos.  


Preço: €20,00.

Guerra colonial - 'MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO (Guerrilha em Moçambique)', José Verdasca (Lisboa 2004)



Moçambique - O início da guerra colonial em 1964 testemunhado pelo autor


'MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO (Guerrilha em Moçambique)'
De José Verdasca
Universitária editora
Lisboa 2004


Livro com 288 páginas e em muito bom estado de conservação.
De difícil localização.
Raro.

O autor, que se encontrava a chefiar uma Companhia do exército português na zona do Chae, quando a FRELIMO desencadeou a sua primeira acção de guerrilha a 25 de Setembro de 1964. Portanto, uma voz priviligiada na descrição do ambiente e das acções decorridas nesta época histórica.

Recorde-se ainda que, um mês antes (24 de Agosto de 1964), o Padre holandês Daniel Bormans fora assassinado cruelmente numa acção desencadeada por um grupo de guerrilheiros da UDENAMO, em Cabo Delgado, esta sim, a primeira acção de guerra dos moçambicanos contra a presença portuguesa.


Do ÍNDICE:
- Prólogo;

Primeira Parte
UM PLEBEU NA ACADEMIA
O crepúsculo do colonialismo; - Fábrica de oficiais; - A primeira missão em Àfrica; - o repouso do guerreiro; - Giséle; - Madame; - Rosa branca; - O noivado; - O banquete; - O senhor General; - O deputado; - O senhor reitor; O Meretíssimo; - O Embaixador; - O Ministro; - A mobilização.

Segunda Parte
DEVER A QUANTO OBRIGAS
Os modernos centuriões; - Navegar (para Moçambique) é preciso; - Às ordens do Killer; - Colonizadores de Moçambique; - Povos de Moçambique; - Porto Amélia (Pemba); - A paz podre; Oficial operação e de informações; - A fundação da FRELIMO; - A guerrilha ataca; - A circunscrição de Makomia; A gota de sangue; - O 'Monhé' do Mucoio; - O defloramento do Alferes Castelo; - Quiterajo, o chefe de Posto e o 'Línguas'; - Insubordinação e punição; - De Nampula a Boane.

Terceira parte
DE BOANE A OLIVENÇA
A guerra continua; - Finalmente Olivença; - A erva administrativa; - A cabidela e a prisão do chefe de Posto; - Ajáuas, Nyanjas e Matengos; - As jovens esposas do sexagenário; - A neta do Régulo; - Invadindo a Tânzania; - Os Matengos da montanha; - Um seminarista Alferes; - Os gafanhotoes de Metangula; - Um Natal com o General; - África, adeus; - Conclusão.



Da contra-capa:
"MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO"
(Segundo o jornal 'EXPRESSO', de 10.01.2004)
"José Verdasca, não escreve apenas sobre a guerra em si mesma
mas também, e principalmente, sobre as circunstâncias históricas e
políticas que o determinaram.
Do ponto de vista documental, talvez se possa dizer que
MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO e´, nessa área, o livro
mais importante publicado em 2003, sobre a guerra colonial. - Jorge Freitas"



JOSÉ VERDASCA DOS SANTOS:
É natural de Gondemaria, Ourém (Fátima), frequentou o curso da Academia Militar de 1955-59, e, como capitão de infantaria, comandava a Companhia de Caçadores de Porto Amélia, aquando do ataque da FRELIMO ao posto do Chae - Makomia - em 25.09.1964, que foi a primeira acção militar da guerrilha em Moçambique.
Desde 1967 reside em S. Paulo, Brasil, onde constituiu família, se dedicou à industria e comércio de madeiras, à construção civil e à pecuária, e tirou o brevet de piloto aviador."


Preço: €35,00.

Ultramar - 'DESCOLONIZAÇÃO DE TIMOR - Missão Impossível', de Mário Lemos Pires - Lisboa 1991 - RARO




Timor - A descolonização desta colónia portuguesa pela escrita do seu último governador militar


'DESCOLONIZAÇÃO DE TIMOR - Missão Impossível'
De Mário Lemos Pires
Publicações Dom Quixote
Lisboa 1991


Livro com 456 páginas, ilustrado com um mapa da região, e em bom estado de conservação.
De difícil localização.
RARO.


Da contra-capa:
PREFÁCIO
"Se este livro é um documento necessário como contributo sério ao esclarecimento da verdade histórica, ele vale também, e muito, como testemunho desapaixonado duma realidade vivida.
Entrai na sua leitura com a descontracção de quem faz uma viagem de compromisso, para conhecer os espaços duma história recente onde os sentimentos, as ideias, os comportamentos e os factos entraram já em processo de sedimentação rápida.
FERNANDO AMARAL (Deputado e ex-Presidente da Assembleia da República)"



Do ÍNDICE:
- PREFÁCIO - De Fernando Amaral;
- INTRODUÇÃO;

I PARTE - ANTECEDENTES (Até Novembro de 1974)
Capítulo 1 - Timor antes do 25 de Abril;
Capítulo 2 - O 25 de Abril e Timor;
Capítulo 3 - Uma indefinição demasiado prolongada;
Capítulo 4 - A caminho de Timor;

II PARTE - O ESFORÇO DE DESCOLONIZAÇÃO (De Novembro de 1974 a Agosto de 1975)
Capítulo 5 - Descolonizar Timor;
Capítulo 6 - A evolução política;
Capítulo 7 - Os militares, a descolonização e a segurança;
Capítulo 8 - A Cimeira de Macau e a Lei 7/75;

III PARTE - A CRISE (De Agosto a Dezembro de 1975)
Capítulo 9 - O Golpe da UDT;
Capítulo 10 - Verão quente em Timor;
Capítulo 11 - O exílio em Ataúro;
Capítulo 12 - A invasão de Timor pela Indonésia;

IV PARTE - DEPOIS DA INVASÃO INDONÉSIA (De Dezembro de 1975 a Dezembro de 1990)
Capítulo 13 - A internacionalização do caso de Timor;
Capítulo 14 - A resistência de um povo;
Capítulo 15 - A verdade maltratada;
Capítulo 16 - Teria sido possível descolonizar Timor?

- RESPONSABILIDADE E ESPERANÇA;

- ANEXOS:
- Cronologia;
- Lei 7/75, de 17 de Julho de 1975;
- Timor na Constituição da república.



Preço: €37,50.

Moçambique & Ultramar - 'A DERROCADA DO IMPÉRIO VÁTUA E MOUSINHO D'ALBUQUERQUE', de Francisco Toscano e Julião Quintinha (Lisboa 1935) 2 volumes - MUITO RARO


a href="http://2.bp.blogspot.com/-OZ0mk6VzY8o/TyczdbX_A3I/AAAAAAAAA4A/8boBVmvxRs0/s1600/a.jpg">

Moçambique - A acção das tropas coloniais contra o império Vátua sob a liderança de Mouzinho


'A DERROCADA DO IMPÉRIO VÁTUA E MOUSINHO D'ALBUQUERQUE'
De Francisco Toscano e Julião Quintinha
Edição Casa Editora Nunes de Carvalho
2 volumes
Lisboa, 1935(?)


Esta obra é constituída por 2 volumes, sendo um com 340 páginas e 32 gravuras e outro com 312 páginas e 34 gravuras, além de 2 mapas.

Em bom estado de conservação.
De muito difícil localização
MUITO RARO.


Preço: €75,00.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Da Guerra colonial à Descolonização - 'A CAUDA DO ESCORPIÃO - O Adeus a Moçambique', Giancarlo Coccia - Lisboa 2011




Moçambique - O começo do fim do império português em Moçambique - A descolonização


'A CAUDA DO ESCORPIÃO - O Adeus a Moçambique'
De Giancarlo Coccia
Lisboa, 2011


Livro como novo e muito ilustrado.

Um dos melhores livros sobres a época entre 1973 e 1976.


Preço: €50,00.

Portugal - 'O BILHETE POSTAL ILUSTRADO E A HISTÓRIA URBANA DE TOMAR', de José Manuel Silva Passos - Lisboa 2001 (RARO)




Tomar - A cidade e as suas gentes em postais de época


'O BILHETE POSTAL ILUSTRADO E A HISTÓRIA URBANA DE TOMAR'
De José Manuel Silva Passos
Edição Caminho
Lisboa, 2001


Com 218 páginas, profusamente ilustradas com a reprodução de postais antigos, o livro encontra-se como novo.
De difícil localização.


Preço: €75,00.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Guerra colonial - 'O TERRORISMO E OS PARTIDOS SUBVERSIVOS NO ULTRAMAR PORTUGUÊS', de Santana Quintinha - Lisboa 1973 - MUITO RARO



Guerra colonial - Os partidos e movimentos guerrilheiros em Angola, Guiné e Moçambique


'O TERRORISMO E OS PARTIDOS SUBVERSIVOS NO ULTRAMAR PORTUGUÊS'
De Santana Quintinha
Edição do autor
Lisboa 1973


Livro com 472 páginas e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


Trata-se de um livro que aprofunda a visão portuguesa sobre a origem, apoios, ideologia e actividade dos diversos partidos e movimentos guerrilheiros que lutavam contra a presença de Portugal nas ex-colónias de Angola, Guiné e Moçambique.

Muito interessante e profundo nos dados que divulga. Recomendado para quem quer tomar conhecimento de todas as posições do conflito que foi designado por Guerra Colonial, do Ultramar ou de África.


Do ÍNDICE:
- O PENSAMENTO DE FRANCO NOGUEIRA ACERCA DAS NAÇÕES UNIDAS;

- A GRANDE CRISE;
Os brasileiros;
Os Estados Unidos da América em defesa da moral internacional...;
Os civilizadíssimos suecos suicidam-se e perseguem os inocentes lapões;
O esclavagismo soviético exerce-se sobre metade da Europa;
A tragédia demográfica da China vermelha e a ameaça sobre Moçambique;
Algumas importantes generalidades;
Outros aspectos do problema ultramarino;

- A PRIMEIRA CRISE;

- O TERRORISMO E OS PARTIDOS SUBVERSIVOS EM ANGOLA:
Influências religiosas no terrorismo e nos partidos subversivos;
- Seitas religiosas indígenas contribuíram para a formação do clima revolucionário;
A central de subversão;
A famosa U.P.A.;
- Holden Roberto ou o retrato de um assassino;
- A corte do 'Rei' em Leopoldville;
O 'Movimento Popular de Libertação de Angola'
- (O mais forte dos partidos subversivos);
- Mário Coelho Pinto de Andrade;
- António Agostinho Neto;
- Lúcio Rodrigo Leite Barreto Lara;
- Reverendo Domingos Francisco da Silva;
- Aníbal da Silva Melo;
- MPLA (Estatutos e Programa);
A aventurosa U.N.I.T.A. (União Nacional para a Independência Total de Angola);
- Jonas Malheiro Savimbi;

- O TERRORISMO E OS PARTIDOS SUBVERSIVOS EM MOÇAMBIQUE:
A F.R.E.L.I.M.O. (Frente de Libertação de Moçambique);
- O segundo Congresso da FRELIMO;
- O 'Instituto de Moçambique' em Dar-Es-Salam;
- Eduardo Mondlane;
- Janet Mondlane;
- Uria Simango;
- Marcelino dos Santos;
- A luta pelo poder entre os 'patriotas' moçambicanos;
- Desiludidos e descontentes (Lázaro Kavandame e Alexandre Magno);
- Estatutos;
O C.O.R.E.M.O. (Comité Revolucionário de Moçambique)
- Organização subversiva inimiga dos portugueses e da FRELIMO;
- A constituição do comité Revolucionário de Moçambique (COREMO);
- Estatutos e Programa;
A U.N.A.R. (União Nacional Africana de Rumbézia)
- Adversário da FRELIMO E DO COREMO;



Preço: €65,00.

Congo - 'MOISÉS TCHOMBÉ - DE ELIZABETHVILLE À ARGÉLIA', de Ian Colvin - Lisboa 1968




África - Guerra no Katanga - Memórias do líder da separação


'MOISÉS TCHOMBÉ - De Elizabethville à Argélia'
De Ian Colvin
Editorial Início
Lisboa, 1968


Livro com 330 páginas, ilustrado com dezenas de fotografias, em bom estado de conservação.
De difícil localização
Raro

Este livro recebeu outro título na sua edição original, 'THE RISE AND FALL OF MOISES TSHOMBE', e é um dos melhores documentos sobre os acontecimentos que levaram a guerra a esta zona do centro de África e à tentativa de constituir um novo país numa das zonas mais ricas em recursos naturais do Zaire ou Congo Kinshasa.


Preço: €22,50.

Angola & Descolonização - 'O ÚLTIMO ADEUS PORTUGUÊS', de Emídio Fernando - Lisboa 2005 - RARO




Angola - Descolonização e Guerra Civil - Os bastidores da disputa


'O ÚLTIMO ADEUS PORTUGUÊS - História das Relações entre Portugal e Angola - Do Início da Guerra Colonial até à Independência'
De Emídio Fernando
Oficina do Livro
Lisboa, 2005


Livro como novo, com 379 páginas, dedicado ao processo de descolonização e guerra civil, com revelações dos bastidores da luta entre os movimentos de libertação (FNLA, MPLA, UNITA e FLEC) entre 1974 e 1976.

De muito difícil localização.
RARO.


Preço: €35,00.

África & Colonialismo - 'ARMED STRUGGLE IN AFRICA - WITH THE GUERRILLAS IN "PORTUGUESE" GUINEA', de Gerard Chaliand (1969) - RARO




Guiné - A luta do PAIGC contra Portugal - O papel de Amílcar Cabral


'ARMED STRUGGLE IN AFRICA - WITH THE GUERRILLAS IN "PORTUGUESE" GUINEA'
De Gerard Chaliand
Prefácio de Basil Davidson
Edition GB, 1969


Livro em bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
RARO.


Preço: €35,00.

Angola & Guerra colonial - 'S. NICOLAU - TARRAFAL ANGOLANO', de Emílio Filipe - Lisboa 1975 - Raro




Angola - A prisão angolana dos membros dos movimentos de libertação


'S. NICOLAU - TARRAFAL ANGOLANO'
De Emílio Filipe
África Editora
Lisboa, 1975


Aqui é relatado o quotidiano deste célebre "campo de concentração" administrado pela PIDE/DGS, onde eram encarcerados elementos suspeitos de pertencerem aos movimentos de libertação angolanos e de Cabinda, além de guerrilheiros capturados à FNLA, FLEC, MPLA e UNITA.

Destaque para as fotografias do interior das instalações deste campo e também do exterior, em que se pode perceber o ermo da sua implantação.

Um documento histórico do colonialismo e da luta de libertação de Angola.

Livro com 240 páginas, ilustrado e em muito bom estado de conservação.
É de muito difícil localizaão.
Muito raro.


Preço: €35,00.

Angola - 'AGONIA E MORTE A 13,43 GRAUS DE LATITUDE SUL', de Corte-Real Santos (1964) - Muito raro



Angola - Morte trágica de 2 pilotos do Aero Clube do Lobito em 1963


'AGONIA E MORTE A 13,43 GRAUS DE LATITUDE SUL'
De Corte-Real Santos
Publicações Imbondeiro
Sá da Bandeira, Angola, 1964


Relato pormenorizado do acidente que, em 18 de Março de 1963, vitimou os pilotos Carlos Costa Fernandes e Acácio Lopes Costa, do Aero Clube do Lobito, no trajecto entre esta cidade e Benguela, onde só viriam a ser descobertos quase quatro meses depois.

O autor, jornalista desde 1957 no 'Jornal de Benguela', relata toda a tragédia desde o desaparecimento dos malogrados aviadores até à sua descoberta a 50 Km a sul de Benguela, passando pelas primeiras buscas e a convicção de que teriam perecido no mar. Aborda também a ansiedade da família, amigos e população, que foram acompanhando o caso pela comunicação social daquela antiga província ultramarina, rádio e imprensa angolana.

Este livro, é um trabalho excepcional de investigação do autor e dos seus colaboradores. Destaque para as fotografias que acompanham o texto de forma real, dura e trágica, com impressionantes momentos gravados pelas câmaras fotográficas que, ainda hoje são impressionantes.

Livro com 88 páginas e dezenas de fotografias do trágico acidente.

Livro muito raro e em bom estado de conservação.


Preço: €75,00.

Ultramar & Colonialismo - 'ASSOCIAÇÕES SECRETAS ENTRE OS INDÍGENAS DE ANGOLA', de Serra Frazão - Lisboa 1946 - MUITO RARO




Angola - Antropologia das populações da ex-província ultramarina


'ASSOCIAÇÕES SECRETAS ENTRE OS INDÍGENAS DE ANGOLA'
De Serra Frazão
Editora Marítimo-colonial
Lisboa, 1946


Livro com 325 páginas e em muito bom estado de conservação.
Com prefácio do general Norton de Matos.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


Esta obra foi premiada com o 1.º prémio do XXº Concuros de Literatura Nacional.

Apresentação:
"Breves apontamentos sobre a provável existência de associações secretas e práticas ocultistas entre as populações gentílicas de Angola."


Do ÍNDICE:
- Apresentação - Norton de Matos;
- Explicação;
- Breve nota ortográfica;
- ÁFRICA;
I. - Associações Secretas;
II. - Primeiras tentativas;
III. - Reminiscências Totémicas;
IV. - Os Homens-leões;
V. - A circuncisão;
VI. - Função social da circuncisão;
VII. - O "Kusoloka";
VIII. - "Mila-Mila";
IX. - Os "Pacientes" de Ambaca;
X. - "Eanda" (A família);
XI. - O Ochisoko;
XII. - A extensão Geográfica do Ochissoko;
XIII. - Associações Secretas no Congo;
- Notas;
- Listagem dos reis do Congo;
- Bibliografia.



Preço: €65,00.

Guerra colonial & PAIGC - 'PELAS REGIÕES LIBERTADAS DA GUINÉ (BISSAU)' - MUITO RAROS


Guiné-Bissau - A guerra do lado do PAIGC - Livro editado pela China comunista


'PELAS REGIÕES LIBERTADAS DA GUINÉ (BISSAU)'


Dois livros, sendo um original editado em Pequim em 1972 e o segundo editado em Portugal em Setembro de 1974, ambos em língua portuguesa.


1. 'PELAS REGIÕES LIBERTADAS DA GUINÉ (BISSAU)'
Pelos repórteres da Agência Hsinghua
Edições em línguas estrangeiras
Pequim, 1972

O livro tem manchas de sujidade na capa e na contra capa. O interior está impecável e é ilustrado com duas dezenas de excepcionais fotografias de guerrilheiros do PAIGC. O livro tem 50 páginas.


2. 'PELAS REGIÕES LIBERTADAS DA GUINÉ (BISSAU)'
A missão especial da O.N.U. nas Regiões Libertadas
Pelos repórteres da Agência Hsinghua
Edição Cadernos Maria da Fonte - 8
Porto, Setembro de 1974

O livro tem um pedaço de fita-cola na capa e no interior um carimbo. Tem 90 páginas e está em estado razoável de conservação. Não é ilustrado.


Preço: Conjunto - €45,00.
Em separado:
Volume editado em Pequim - €30,00.
Volume editado em Portugal - €25,00.

Angola & Guerra colonial - 'THE TERROR FIGHTERS', Al J. Venter (1969)




Angola - A guerra de Portugal contra os movimentos de libertação


'THE TERROR FIGHTERS'
De Al J. Venter
Purnell
RSA, 1969


O autor, jornalista de guerra com vastos conhecimentos de todo o continente africano, dedicou largos espaços na imprensa africana e internacional a relatar as guerras na Guiné, Angola até 1974 e Moçambique no período da descolonização.

Nesta obra, Al J. Venter relata o tempo que passou em finais da década de sessenta a acompanhar as tropas do exército português em Angola.

É um livro interessante e histórico, escrito em inglês e de difícil localização.

Este exemplar está em boas condições.


Preço: €120,00.

Guerra colonial & Ultramar - 'GUINÉ - 9 DIAS EM MARÇO', de Horácio Caio - Lisboa 1970 - Raro




Guiné-Bissau - Guerra colonial - PAIGC afiança controlar grande parte do território


'GUINÉ - 9 DIAS EM MARÇO'
O véu da mentira internacional cobria uma verdade confirmada pela visita do Ministro do Ultramar.
De Horácio Caio
Edição (?)
1970


Livro com 44 páginas, muito ilustrado e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
Raro


Reportagem da visita do Ministro Silva Cunha que, na companhia do comandante e governador da Guiné Gen. António de Spínola, visitou todo o território em tranquilidade, contrariando assim a propaganda da guerrilha que afirmava estar o território todo ele na posse, controle ou disputa, pelo que as autoridades portuguesas não podiam circular.


Do ÍNDICE:
I - A GRANDE ÁRVORE TOMBOU
E FUGIRAM OS PÁSSAROS QUE ELA ALBERGAVA
(Da canção de Alfá Iáiá)
- ENQUANTO DOS PORTUGUESES CONSTROEM
OS INIMIGOS APENAS DESTROEM

II - A NOITE É GRANDE E NÃO DEVE SER GASTA
DO SOL POSTO À MANHÃ, TODA A DORMIR
(Da canção de Cherno Rachide)
- UMA JUBILOSA PEREGRINAÇÃO SEM ESCOLTA
AOS LOCAIS FRONTEIRIÇOS 'OCUPADOS' PELO INIMIGO

III - ... HÁ EM TODA A TERRA, UMA NAÇÃO DE NEGROS
TIDA E HAVIDA ENTRE ELES POR JUDEUS...
('Tratado breve dos Rios da Guiné', de Antão Álvares de Almada)
- NA GUINÉ, APESAR DA GUERRA
OS JOVENS PARTICIPAM JÁ DE UMA VIDA MELHOR

IV - OS COBARDES, ESSES VIVEM MAIS
MAS NUNCA TERÃO MÚSICA PARA DANÇAR
(Da canção de Quelé Fabá)
- O PRIMEIRO SOLDADO DA GUINÉ
EXEMPLO DE CONFIANÇA NA RECONSTRUÇÃO

V - DEVES TER FÉ EM DEUS QUE TUDO PREVÊ
E TUDO PODE ACERCA DOS MORTAIS
(Da canção do sábio Lagomane)
- COMEÇA A DESVENDAR-SE O VÉU
DA MENTIRA INTERNACIONAL



Comentário sobre o livro:

"Em 1970, Horácio Caio escreve “Guiné, 9 dias em Março”. O ponto de partida era uma entrevista que Amílcar Cabral concedera à revista Newsweek, em Março desse ano, e onde mais uma vez se referia que o PAIGC controlava dois terços do território. Feliz coincidência, diz o jornalista, chegava a Bissau por essa altura o ministro do Ultramar, Silva Cunha, que viria a ser alvo de apoteótica recepção. O senhor ministro iniciava uma visita de 9 dias, o jornalista estava ali para testemunhar como eram destituídas de fundamento as afirmações do líder do PAIGC.
A Guiné no seu todo dá sinais de progresso, rasgam-se e alcatroam-se estradas pelo interior da floresta, lançam-se pontes e viadutos, constroem-se aldeamentos, escolas e hospitais, criam-se granjas agrícolas, recuperam-se bolanhas onde viceja o arroz. Nesse ano de 1970 inicia-se a terceira cobertura da província por rastreio antituberculoso seguido de vacinação BCG. O senhor ministro examina maquetes, desloca-se a escolas, tudo em Bissau.
Depois toma um avião e vai até Bafatá, agora elevada a cidade, é acolhido por uma multidão. A Primeira Companhia de Comandos Africanos presta-lhe honras militares, estão lá o Capitão João Bacar Djaló e o Alferes Zacarias Saiegh. Seguem depois de helicóptero (Silva Cunha e Spínola) para uma visita às populações na fronteira com o Senegal, vão primeiro a Sare Bacar, Horácio Caio escreve:
“No ar da Guiné portuguesa, dois helicópteros desarmados, ora voando junto à savana, ora erguendo-se aos duzentos metros, nervosos e extremes, como libélulas gigantes, a deixar jogar a paisagem plana, selvagem e exótica dos trópicos”.
Tanta poesia para falar da liberdade de circular pela Guiné de helicóptero! A viagem prossegue, como escreve o repórter:
“Canhamina é um complexo de aldeamentos autodefendidos, um pouco ao Sul. Os helicópteros desceram, os residentes acercaram-se em número de algumas centenas e as crianças em correria louca gritavam aos que se encontravam nos campos próximos para que viessem também”.
Regressam a Bafatá e o senhor ministro entra num automóvel que o conduz a Bambadinca. Escreve o repórter que se trata de uma airosa estrada asfaltada, no “coração da floresta”.
Novo dia de trabalho, desta vez uma viagem de avião até ao Gabu, o senhor ministro vai inaugurar um aeródromo. Milhares de pessoas aglomeram-se ao redor da pista. Em Nova Lamego, continua o repórter, está a operar-se um milagre na agricultura e na pecuária, é o que todos podem ver na Granja Agrícola do Gabu. O senhor ministro andou livremente e sem medo. Foi onde quis. De lés-a-lés, a Guiné conheceu a presença do senhor ministro. E para que não sobrassem dúvidas, os helicópteros visitaram as povoações de Beli e de Madina de Boé, isto é, os helicópteros sobrevoaram a baixa altitude os antigos quartéis, ali não havia nada para ver, a fotografia publicada na reportagem é elucidativa: helicóptero poisado, o ministro conversa com o Comandante-Chefe, Almeida Bruno ergue na vertical uma G3, não vá o diabo tecê-las.
Nos dias que se seguem, o ministro vai de helicóptero até à ilha do Como, depois Guileje, Gadamael – porto, Cacine, Cabedú e Catió. Assim se desfaz uma mentira da propaganda adversária, o senhor ministro esteve no Centro Geográfico da Ilha de Como onde portugueses mesmo desarmados, como foi o caso, podem permanecer quando e enquanto quiserem. Horácio Caio regista a vivacidade destes encontros:
“Em Guileje e Gadamael, a despreocupação de todos era evidente. De tronco nu, soldados e oficiais entregavam-se ao desporto e às ocupações matinais. A intensa alegria com que receberam os visitantes, somada à determinação que puseram nas suas afirmações, demonstraram mais uma vez a razão da sua permanência em tão inóspitas paragens”.
A visita prossegue pelo chão manjaco, há trabalhos na estrada alcatroada Bula – São Vicente. A recepção apoteótica em Teixeira Pinto. Depois Mansoa. O último dia na sua estada na Guiné reservou-o o titular da pasta do ultramar para presidir em Aldeia Formosa a inauguração do aeródromo do Quebo. E a reportagem termina assim: “Começa a desvendar-se o véu da mentira internacional, lançado sobre a Guiné portuguesa”.


Mário Beja Santos
Fonte: http://blogueforanadaevaotres.blogspot.com/2011/11/guine-6374-p9024-notas-de-leitura-301.html


Preço: €25,00.

Ultramar & Colonialismo - 'Memórias de Angola', de João Loureiro - Lisboa 2005 - Muito raro




Angola - As cidades, as suas artérias, monumentos e gentes


'MEMÓRIAS DE ANGOLA'
De João Loureiro
Lisboa 2005


Livro com 215 páginas e profusamente ilustrado, COMO NOVO.
De muito díficil localizaçãi.
Muito raro.

Com dezenas de fotografias e postais das cidades de Angola.


Preço: €75,00.

Ultramar & Descolonização - Revista 'África - 30 anos depois' - Visão - Lisboa 2005 (Rara)




ULTRAMAR - DESCOLONIZAÇÃO - Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, s. Tomé e Timor


Revista 'África - 30 anos depois'
1ª edição - Visão
Lisboa, 2005


Como nova, com 242 páginas e ilustrada com centenas de fotografias, quadros, mapas e outras ilustrações e dados estatísticos.

É um dos melhores trabalhos jornalísticos sobre o tema.

Muito completa.


Preço: €50,00.

Angola & UNITA - 'SAVIMBI - VIDA E MORTE', de João Paulo Guerra -Lisboa 2002 - MUITO RARO



Angola & UNITA - A Biografia do líder da UNITA edita no ano da sua morte


'SAVIMBI - VIDA E MORTE'
De João Paulo Guerra
Bertrand Editora
Lisboa, 2002


Livro com 350 páginas e em bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


Da autoria de João Paulo Guerra, jornalista com vasta obra dedicada à problemática da colonização e guerra colonial nas antigas províncias ultramarinas portuguesas, com grande experiência jornalística na imprensa lisboeta, ligado ao jornal 'O Diário', faz um levantamento da personalidade que liderou os destinos da UNITA durante décadas.


SUMÁRIO:
I - SOB PRESSÃO DA PIDE - Itinerário de Jonas Savimbi: Do Munhango à suiça, com passagem por Lisboa;
II - 'PRÓ-AMERICANO' FORMADO NA CHINA - Da ruptura com a UPA à fundação da UNITA, com aproximações ao MPLA;
III - SAVIMBI ENFIM PRESIDENTE - Da fundação da UNITA aos primeiros contactos com as tropas portuguesas;
IV - SAVIMBI E A PAZ COM OS 'TUGAS' - Colaboração de Savimbi com as tropas coloniais portuguesas;
V - ASSINAR A PAZ E VOLTAR À GUERRA - Savimbi retoma a guerra a 26 de Abril de 1974;
VI - UM PARTIDO ARMADO PELO 'APARTHEID' - Savimbi e a África do sul do Apartheid;
VII - 'KWACHAS' E 'CARCAMANOS' DE CUNENE A CABINDA - A táctica de Savimbi e a estratégia da África do Sul;
VIII - O EIXO WASHINGTON-PRETÓRIA-KINSHASA - O apoio dos Estados Unidos em aliança com a África do sul e o papel do Zaire;
XIX - O GOULAG DA JAMBA - Dissidentes da UNITA denunciam a repressão na Jamba;
X - SAVIMBI E A CAÇA ÀS BRUXAS - As purgas, dissidências e repressão na UNITA;
XI - MARFIM & DIAMANTES - O mundo opaco dos negócios de Jonas Savimbi;
XII - A PAZ IMPOSSÍVEL - A derrota eleitoral, o regresso às armas e o último combate;
XIII - O INFERNO NA TERRA - Consequências da guerra em Angola;
- ANGOLA - 40 ANOS DE GUERRA - CRONOLOGIA: do início da luta armada à actualidade;
- BIBLIOGRAFIA.


Preço: 52,50€

Revista 'O SÉCULO ILUSTRADO', n.º 61 de 04.03.1939 - Manifestação de apoio a Salazar - Muito raro




Ultramar - Salazar em manifestação de apoio ao império colonial


Revista 'O SÉCULO ILUSTRADO', n.º 61, de 04.03.1939


Em excelente estado de conservação, como nova apesar da data da sua edição.
De muito difícil localização.
Muito rara.

Documento muito raro nestas condições e do ano em referência.


Preço: €30,00.

'SOS ANGOLA - OS DIAS DA PONTE AÉREA', Rita Garcia (2011)


Angola - Descolonização e guerra civil - Fuga da população civil e de origem europeia


'SOS Angola' - Os Dias da Ponte Aérea'
De Rita Garcia
Edição Oficina do livro
Lisboa, 2011


Livro novo com 260 páginas.


RESUMO:

«Entre Julho e Novembro de 1975, quase 200 mil portugueses interromperam abruptamente uma vida inteira passada em Angola e vieram para portugal através de uma das maiores pontes aéreas de resgate de civis jamais implementadas. Aviões da TAP e de várias companhias estrangeiras voaram sem pausas entre Lisboa e África para trazer todos os que quisessem sair das cidades e dos confins de Angola antes da independência. O desespero dos últimos meses e o medo de morrer às mãos dos chamados movimentos de libertação levaram milhares de colonos a correr para os aeroportos à procura de um lugar nos aviões que partiam de Luanda e Nova Lisboa a toda a hora e sobrelotados, com pessoas a viajar em porões e casas de banho para aproveitar o espaço ao máximo. Comissários e assistentes de bordo trabalharam sem folgas nesses meses loucos, acompanhando homens, mulheres, crianças, famílias inteiras desamparadas e soldados à beira da morte. As tripulações, exaustas, nunca conseguiram esquecer esses dias, nem as mães que lhes pediam para ficarem com os filhos. Recuperando esse tempo de angústia e agitação, S.O.S. Angola é um livro dramático e profundamente enternecedor, que revela cada pormenor desta epopeia e evoca as tragédias pessoais de quem teve de sair de África sem nada em direcção a um país desconhecido que, ainda por cima, acabara de viver uma revolução. Para os passageiros da Ponte Aérea, o futuro não podia ser mais aterrador.»


Preço: €25,00.

Ultramar - 'ERA UMA VEZ… ANGOLA', de Paulo Salvador - Lisboa 2003





Angola - Toda a vida da antiga colónia nas suas variadas facetas


'ERA UMA VEZ… ANGOLA'
De Paulo Salvador (Jornalista da TVI)
Quimera Editores
Lisboa, 2003


Livro como novo com 185 páginas, muito ilustrado e em muito bom estado de conservação.

Obra muito diversificada, com dezenas de fotografias de toda a actividade das cidades, desporto, cultura, comércio, divertimentos, etc.


Preço: €60,00.