segunda-feira, 6 de março de 2017

Angola & África - Lote de 2 livros sobre a presença militar dos cubanos - RAROS




Angola, Moçambique, Guine, Etiópia & África - A ditadura dos irmãos Castro em cuba e o papel do contingente militar cubano em vários países do continente africano


Lote de 2 livros sobre a presença militar dos cubanos.
1. - 'OS DONOS DE CUBA'

De Juan Vivés -Edição Publicações Europa-América -Lisboa 1981
2. - 'CASTRO - SUBVERSÃO E TERRORISMO EM ÁFRICA'
De Juan F. Benemelis - Editora Europress - Odivelas 1987



1. - 'OS DONOS DE CUBA'
De Juan Vivés
Edição Publicações Europa-América
Lisboa 1981


Livro com 308 páginas e em bom estado de conservação.
De difícil localização.

Destaque para os capítulos dedicados à presença e intervenção cubana em África (Capítulo VIII), com realce para Angola, Etiópia, Guiné-Bissau e Moçambique.

Da contra-capa:
'Juan Vivés conhece os "donos de Cuba".
Este jovem cubano combateu lado a lado com o 'Che'. Combatente da Siera Del Escambray, entregou-se com fervor à construção socialismo em Cuba. Mas, porque estava próximo dos dirigentes, pôde descobrir o que passava nos bastidores. Como membro do G-2, o serviço secreto, vai poder não só reconstituir toda a história secreta da revolução cubana, como também dar-se conta da amplitude da penetração soviética na ilha.

Esteve em Angola.
Comprovou como os soviético, através dos cubanos, tentam desestabilizar os estados americanos. Mostra que o KGB modelou à sua imagem o G-2 cubano, controlando através dele toda a ilha. Aqui, cada palavra tem o peso de uma revelação. O companheiro do 'Che' acabará por sentir-se asfixiado pelas estruturas totalitárias e pelo cinismo dos "donos de Cuba", o que o leva a exilar-se.
Este livro não é a obra de um intelectual desencantado, mas a de um homem de acção que assume o risco de nos contar o que sabe. Conta para nos alertar. Neste momento crucial para o mundo, o livro de Juan Vivés é um acontecimento. Explosivo. Impressionante. Necessário.'



Do ÍNDICE:
- Advertência;

Primeira Parte
UMA REVOLUÇÃO FALSIFICADA
Capítulo I
- Uma estranha maneira de conquistar o poder;
Capítulo II
- O homem de Moscovo em Havana;
Capítulo III
- O KGB conduz o fogo;
Capítulo IV
- Da Serra de Escambray à baía dos Porcos;
Capítulo V
- A crise das Caraíbas;

Segunda Parte
OS MERCENÁRIOS DO KREMLIN
Capítulo VI
- Os problemas do socialismo;
Capítulo VII
- A hoda da dúvida;
Capítulo VIII
- Os cubanos em África;
Capítulo IX
- A expulsão;

Terceira Parte
UM KGB CUBANO
Capítulo X
- Nascimento de um monstro;
Capítulo XI
- Divisão G;
A Polícia de Costumes; - O sector K; - Gabinete de Controlo de Veículos; - O Gabinete de Turismo; - O Gabinete de Imprensa; - O Gabinete Diplomático;
Capítulo XII
- Os Serviços Secretos (DGI);
O Gabinete 15; - O Gabinete de Trabalhos Especiais; - O Gabinete de Assistência diplomática; - O Gabinete de Assistência Técnica; - Os campos de Treino (Grupo 'Crocodilo'); - Tropas Especiais;
Capítulo XIII
- Os corpos independentes;
Segurança especial dos dirigentes (DGSPD); - O Sector 40; - Os Guardas Fronteiriços;
Capítulo XIV
- Os organismos públicos do ministério do Interior;
A Polícia Nacional Revolucionária e a circulação; - Departamento Geral Técnico de Investigações (DGTI); - 'Cárceres y Prisiones'; - Departamento de Emigração e de Estrangeiros;




2. - 'CASTRO - SUBVERSÃO E TERRORISMO EM ÁFRICA'
De Juan F. Benemelis
Editora Europress
Odivelas 1987


Livro com 396 páginas, ilustrado com mapas e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
RARO.

O autor, quadro destacado do regime marxista cubano, esteve em missão em diversos países africanos tendo chegado a ser o responsável das colónias africanas. Com informação privilegiada do papel exercido por Cuba junto dos movimentos guerrilheiros de cariz e orientação marxista e particularmente nas ex-colónias africanas sob domínio português, de Angola, Guiné e Moçambique, decidiu escrever o livro e transmitir assim ao público os apoios cubanos em África.

Como de pode constatar, o autor dedica grande espaço aos apoios diplomáticos, financeiros, militares e de combate do regime cubano aos seus aliados do MPLA em Angola, na luta contra a UNITA e os seus aliados sul-africanos, assim como em relação ao apoio dado a Samora Machel e ao seu regime de partido único, a FRELIMO, na luta contra a então RNM (Resistência Nacional Moçambicana) e contra as tropas do regime minoritário Rhodesiano de Ian Smith que faziam inúmeras incursões em território moçambicano e apoiavam a oposição armada.

Por último, uma referência ao papel dos combatentes cubanos em Angola ao lado do MPLA contra a UNITA. O autor revela os inúmeros combates e as baixas significativas entre os cubanos, em soldados e material sofisticado, provocado pela guerrilha da UNITA liderada por Jonas Savimbi, após a reorganização e apoio americano em 1978.


Do ÍNDICE:

Introdução
01. - Entre Casablanca e Monróvia;
02. - A ofensiva diplomática;
03. - O castrismo em África;
04. - Um blitz e um golpe de estado;
05. - A teoria do foco guerrilheiro;
06. - A África e o bloco soviético;
07. - A crise congolesa;
08. - O foco guerrilheiro africano;
09. - O Che contra Hoare;
10. - A derrocada guerrilheira no Congo;
11. - A Tricontinental;
12. - Nas colónias portuguesas;
13. - Castro, "O Africano";
14. - O "Condottieri" do século XX;
15. - Angola;
16. - Operação Carlota;
17. - O MPLA e a sua lança cubana;
18. - O epílogo angolano;
19. - O Corno de África;
20. - Fidel Castro e o Corno de África;
21. - O eixo Havana-Moscovo-Ogaden;
22. - O ano da crise;
23. - As alianças africanas;
24. - Castro e a UNITA;
25. - O Cone Sul-Africano;
26. - O "Imperium Sovieticus";
Notas



Preço: 40,00€ (Lote completo)

Sem comentários:

Enviar um comentário

APÓS A SUA MENSAGEM INDIQUE O SEU E-MAIL E CONTACTO TELEFÓNICO
After your message, please leave your e-mail address or other contact.